top of page

NR 18 - Treinamento para Atividades de Escavação Manual de Tubulão.

NR 11 - Curso Operador de Empilhadeira - Real Safety.

Objetivo:

O Curso Escavação de Tubulão tem por objetivo estabelecer as normas e diretrizes para continuidade da qualidade nos procedimentos de segurança e saúde da equipe envolvida, mantendo um plano de ação em casos de emergências.

NR 18, o que preconiza:

    18.7.2.17 O tubulão escavado manualmente deve:
    a) ser encamisado em toda a sua extensão;
    b) ser executado após sondagem ou estudo geotécnico local, para profundidade superior a 3 m (três metros); e
    c) possuir diâmetro mínimo de 0,9 m (noventa centímetros).

    18.7.2.18 A atividade de escavação manual de tubulão deve ser precedida de plano de resgate e remoção.
NR 11 - Curso Operador de Empilhadeira - Real Safety.

Público - Alvo:

• Operadores e Trabalhadores de Escavação Manual;
• Encarregados e Supervisores de Obra;
• Engenheiros Civis e Geotécnicos;
• Técnicos em Segurança do Trabalho;
• Estudantes de Engenharia Civil e Afins;
• Bombeiros e Equipes de Resgate;
• Equipes de Saúde e Primeiros Socorros;
• Pessoal de Manutenção.

NR 11 - Curso Operador de Empilhadeira - Real Safety.

Pré - Requisitos:

    • Ser alfabetizado;
    • Comprovar idade mínima de 18 anos.
In Company.png

Conteúdo Programático:

    1. Verificação de medidas de segurança e/ou dispositivos de proteção;
    2. Informação para uso;
    3. Proteção da suspensão, compensação e sobrevelocidade:
    a) Proteção para as polias motrizes. polias de desvio e rodas dentadas;
    b) Freio de segurança e limitador de velocidade;
    c) Dispositivo tensor do cabo do limitador de velocidade;
    d) Sobrevelocidade do carro em movimento ascendente e movimento descontrolado do carro com as portas abertas;
    2. Guias, para-choques e limitadores de percurso final:
    a) Contrapeso guiado por cabos;
    b) Para-choques;
    c) Limitadores de percurso final;
    3. Instalações elétricas e aparelhos elétricos:
    a) Proteção contra choque elétrico;
    b) Proteção elétrica de motores de máquinas do elevador;
    c) Interruptores principais;
    4. Proteção contra falhas elétricas, controles e prioridades:
    a) Proteção contra inversão de fase;
    b) Botoeira de controle da operação de inspeção e dispositivo de parada;
    c) Dispositivo de alarme de emergência;
    d) Comunicação entre a cabina. casa de máquinas e portaria do edifício;
    e) Controle de carga;
    5. Requisitos de segurança e/ou medidas de proteção:
    a) Gerais;
    b) Requisitos de acessibilidade;
    c) Exatidão de nivelamento e parada;
    d) Requisitos contra vandalismo;
    e) Comportamento de elevadores em caso de incêndio;
    6. Carro e contrapeso:
    a) Área útil da cabina, carga nominal e número de passageiros;
    b) Prevenção do risco de pessoas caírem dentro da caixa (protetor da plataforma);
    c) Cabina sem porta;
    d) Travamento de alçapões e portas de emergência na cabina;
    e) Resistência do teto da cabina e alçapão de emergência;
    f) Proteção no teto da cabina;
    g) Ventilação da cabina;
    h) Iluminação de emergência e iluminação na cabina.

Contate-nos

O PASSADO NÃO PODE SER MUDADO, MAS O FUTURO ESTÁ EM SUAS MÃOS!

bottom of page